post-blog-5-dicas-ciclismo-profissional-bike-tech-floripa

O ciclismo profissional é tão distante do uso cotidiano da bicicleta que chega a ser difícil achar pontos em comum. Mas neste post reunimos 5 dicas que funcionam tanto para atletas quanto para qualquer bicicleteiro. Confira!

1 – Mantenha a bicicleta limpa

Os atletas costumam manter suas bicicletas impecavelmente limpas, pois isso garante o bom funcionamento dos componentes e melhora o rendimento. Por isso parece que as bicicletas estão sempre novas, mesmo já tendo rodado milhares de quilômetros.

Você não precisa lavar a sua magrela todo dia, mas manter ela razoavelmente limpa traz os mesmos benefícios: a bicicleta vai funcionar melhor e você vai pedalar com mais facilidade. Basta um pano e uma escova de dentes para dar uma geral que já faz toda a diferença. Mantenha a corrente limpa e lubrificada, limpe os aros (ou os discos) para que os freios funcionem bem, tire aquela sujeira acumulada. A frequência da limpeza fica a seu critério e depende das condições de uso, mas a relação é simples: quanto mais limpa, melhor para pedalar.

BÔNUS: ao limpar sua bicicleta e prestar atenção nos detalhes, você vai conseguir detectar possíveis problemas antes que eles virem um problemão!

corrente-limpaBasta uma escova e um paninho!


2 – Ajuste a bicicleta ao seu corpo

Atletas dão muita importância ao ajuste da bicicleta em relação às medidas do seu corpo. Qualquer milímetro a mais ou a menos pode fazer toda a diferença quando se está buscando o máximo de performance. A otimização deste ajuste também previne lesões, algo essencial para quem vai pedalar milhares de quilômetros todos os anos. Este ajuste se chama Bike Fit.

A idéia básica do Bike Fit também se aplica a qualquer um que pedale no dia a dia. Toda bicicleta possibilita fazer ajustes básicos como a altura e posição do selim, guidão, manetes de freio e trocadores de marcha. A maior parte das dores ao pedalar são causadas por falta de ajuste da bicicleta ao corpo do seu usuário, e isso é muito fácil de resolver. São pequenos ajustes que podem fazem uma diferença enorme e podem mudar totalmente a sua relação com a sua bicicleta. Além de acabar com as dores você também vai pedalar melhor e mais rápido, portanto pare de sofrer! Ajuste sua bicicleta!

ATENÇÃO! Você pode fazer estes ajustes por conta própria, mas é recomendado ter a ajuda de algum amigo mais experiente e que veja você pedalando. Se preferir pode recorrer aos serviços profissionais, como o Bike Fit Retul, disponível na Bike Tech Floripa, embora este seja mais indicado para quem usa sapatilha de encaixe.

ajuste


3 – Pedale num ritmo constante

Uma das formas de acabar com o seu oponente no ciclismo profissional é realizar os famosos “ataques”: acelerações curtas, fortes e repetitivas. Isso cansa bastante, dói as pernas, acaba com o fôlego. É uma estratégia arriscada, pois muitas vezes detona o próprio ciclista que tomou a iniciativa. E o pior: com frequência esses ataques são neutralizados por outros ciclistas que mantiveram um ritmo constante. Acelerar no momento certo é uma arte que apenas os grandes campeões dominam.

No dia a dia vale a mesma coisa: pedale num ritmo constante, e deixe as acelerações para momentos decisivos, como passar aquele sinal que está quase fechando ou aquela subida curta no meio do caminho. No resto do tempo mantenha um ritmo confortável, onde você consiga até conversar sem perder o fôlego. Não só a sua velocidade média vai aumentar, mas o seu corpo vai ficar menos cansado e suas pernas vão te agradecer.

velocidade constante


4 – Gire mais as pernas

Os ciclistas profissionais já se vangloriaram por usarem relações de marchas super pesadas, onde cada pedalada exigia uma força monstruosa. Com o desenvolvimento científico do ciclismo, foi percebido que é melhor usar uma marcha um pouco mais leve, girando as pernas mais rápido e fazendo menos força em cada pedalada, pois isso ajuda a utilizar melhor a energia e até gera velocidades mais altas. Além disso também força menos os músculos e as articulações, permitindo pedalar por mais tempo e reservando fôlego para momentos decisivos.

Portanto aproveite as marchas da sua bicicleta e pedale sempre de forma que suas pernas girem com facilidade. Evite pedalar fazendo força demais, com aquela sensação de você está empurrando o mundo abaixo de você. No começo pode parecer estranho, mas logo você vai notar que vai cansar menos, suar menos, preservar seus joelhos e até conservar melhor a sua bicicleta.

8a8be19257fc70633ec4fddd347ae8b1


5 – Fique no vácuo

O ciclismo deve ser um dos poucos contextos onde “ficar no vácuo” é algo positivo. O “vácuo” neste caso é o rastro que fica atrás de um ciclista onde a resistência do ar é consideravelmente menor. Ao pedalar dentro deste ratro pode se gastar até 30% menos energia para manter a mesma velocidade. É por isso que nas provas você sempre verá um ciclista colado atrás do outro, tentando pedalar o mais próximo possível da roda do ciclista à frente, formando o tal do “pelotão” com dezenas de ciclistas numa formação compacta onde economia de energia é ainda maior. As equipes geralmente deixam seus principais ciclistas sempre protegidos do vento para que estes possam ter mais energia na aceleração final da prova. A economia é tanta que muitas provas e campeonatos já foram vencidas por atletas menos cotados mas que ficaram o tempo todo no vácuo e venceram os favoritos nos metros finais.

E adivinhe: isso vale para qualquer um que esteja andando de bicicleta! Mas é necessário ter precaução, pois os riscos são mais altos do que pedalar sozinho: você pode cair se encostar na roda do ciclista à frente. Por isso sugerimos que essa técnica seja usada somente em locais mais tranquilos, e de preferência com algum amigo. Preste atenção nos movimentos do ciclista à frente para acompanhar a sua trajetória ao desviar de buracos e outras coisas que podem estar no chão. Experimente revezar as posições para que todos possam se beneficiar da estratégia. Tem até uma questão de etiqueta: se o ciclista à sua frente é um desconhecido, peça permissão para pedalar no seu vácuo senão ele pode ficar aborrecido.

vacuo(excelente video sobre a técnica de pegar vácuo)


Gostou das dicas? Agora só falta sair pra pedalar e testar tudo que você aprendeu!

Compartilhe!

Veja mais postagens de