Como levar sua namorada para pedalar

Levar a sua parceira pra pedalar sempre vai ser uma boa ideia. Mas também é muito fácil de algo dar errado e ela ficar braba com você. Confira algumas dicas para garantir que tudo dê certo!

Se a sua namorada não gostar da primeira vez que vocês pedalarem juntos, pode ser que ela nunca mais queira pedalar com você. Portanto é necessário tratar essa ocasião com carinho, e não com pressa.

Em praticamente todos os casos que conheço, a sequência de eventos que leva ao fracasso costuma ser a mesma:
1 – Você já pedala pra tudo que é lado, e quer que a namorada também pedale;
2 – Você sabe que ela já sabe andar de bicicleta, então você leva ela para ir em algum lugar muito legal mas que inclui uma trilha, ou um morro, ou ir muito longe, ou passar em algum local com muito trânsito;
3 – Ela pedala bem mais devagar do que você gostaria, fica com medo de muitas situações, e você começa a ficar impaciente com ela;
4 – Ela fica cansada demais, ou com dores, ou irritada, ou tudo junto.
5 – Você passa a noite seguinte no sofá.

Sem brincadeira, ouço essa história toda semana. Por isso resolvi criar este pequeno guia infalível para você levar a sua namorada pra pedalar sem fazer ela te odiar para sempre.


[O GUIA INFALÍVEL PARA LEVAR SUA NAMORADA PRA PEDALAR]

1 – Pergunte o que ELA quer fazer.
É bem provável que a sua ideia de “fazer um pedal legal” seja bem diferente do que ela pensa. Pode ser que ela queira simplesmente dar uma volta curta pelo bairro, ou pedalar só por aquela ciclovia que você acha sem graça. É ela quem decide o que é legal pra ela. Portanto, antes de qualquer ideia mirabolante sua, pergunte se ela tem alguma sugestão de destino ou de roteiro para o primeiro pedal de vocês dois juntos. Meu conselho é que vocês comecem com algo fácil e seguro, mais pelo rolê do que pela “performance”, e depois que vocês fizerem isso é que ela vai ter parâmetros pra avaliar se quer ir mais longe ou fazer algo diferente. (Sugestão: fale para ela sobre o nosso Pedal Leve, que acontece todo sábado de manhã.)

2 – Vá no ritmo DELA.
Pedalar com a namorada é diferente de pedalar com os amigos. Portanto vá no ritmo que ela quiser, e não naquele que você gostaria que ela fosse. Você pode até perguntar se ela não topa andar um pouco mais rápido, mas não fique forçando.

3 – Não brigue com ela.
Você pode e deve dar dicas pra ela melhorar a pedalada, mas se você quer que ela te escute é bom manter um tom de voz bem amigável. Se ela reclamar do vento, ensine ela a pegar vácuo atrás de ti. Se ela estiver com dor no joelho, ajuste o selim dela. Se ela está usando a marcha errada, ensine ela a colocar na marcha certa. Foque no conforto da pedalada, e não na “performance”, a não ser que ela mesma peça por isso. Explique e ensine o que você quiser, mas com toda a paciência que a sua companheira merece.

4 – Incentive ela!
Em vez de ficar falando sobre o que ela pode estar fazendo errado, valorize o que ela estiver fazendo certo. Sempre diga que ela está indo bem, mesmo que estejam pedalando a 10km/h.

5 – Faça os ajustes necessários na bicicleta dela.
Pode ser que ela reclame de dores ou de desconfortos em geral. Pode ser que a própria bicicleta esteja com algum probleminha. Uma boa maneira de mostrar dedicação e interesse é você mesmo fazer os ajustes. Faça um bike-fit básico com ela, regule freios e câmbios, e com certeza ela vai te amar! Se você não sabe fazer por conta própria, é uma boa hora pra aprender! Mas se preferir, traga a bicicleta aqui na Bike Tech Floripa que a gente resolve 😉

6 – Recompense ela com alguma surpresa.
Nada mais eficaz que um bom reforço positivo. E para quem anda de bicicleta, comida normalmente é uma bela recompensa. No dia do pedal inclua alguma surpresa boa, como uma parada pra tomar sorvete e um cafezinho no meio do caminho, ou uma janta gostosa à noite que você mesmo vai cozinhar.

7 – Repita!
Se ela gostou da primeira vez, não deixe de garantir que ela vai gostar da segunda. Repita este processo quantas vezes for necessário, até que ela mesma peça para você fazer algo diferente. Só tenha em mente que, se a sua ideia acabar numa roubada, você sempre será o culpado.


Seguindo estes passos, é garantida a sua satisfação. O mais importante de tudo é ter calma e paciência sempre, pois só assim vocês vão conseguir desenvolver uma parceria saudável. Cuide bem deste processo não só nas primeiras pedaladas, mas sempre que estiverem fazendo qualquer coisa juntos.

OBS: Este guia na verdade vale para qualquer relação afetiva entre duas pessoas de qualquer identidade de gênero. O que vale é garantir uma boa experiência para a pessoa que você está convidando.